Image
youtube-Parimpar
Linkedin-Parimpar
Facebook-Parimpar

O giz da educação v.1 n.3 (2021) 

ISSN 2764-0477

Rede circulando saberes

A palavra rede é sempre associada às margens de teia, renda, ou seja, um tecido construído, um conjunto de pontos ligados, entrelaçados, entrecruzados. Assim, pensar em rede é pensar interação, relações sociais, inter-relações. O conceito de rede foi utilizado pela primeira vez em 1954, pelo antropólogo inglês John Barnes. Atualmente é um conceito chave em matemática, informática, sociologia, etnologia, trabalho social, psicologia, psiquiatria e política.

Essa rede consiste nas articulações/interações, que estabelecem entre si organismos públicos, ONG e organismos internacionais, através de cooperação, colaboração e parcerias, com vistas ao desenvolvimento pessoal e profissional dos seus participantes.

Podemos afirmar, que essa rede objetiva: propiciar a troca de experiências; facilitar o fluxo de informações; fortalecer a integração dos membros; articular e integrar ações no âmbito governamental e não governamental; divulgar eventos/cursos; propor mudanças na legislação; subsidiar a análise e a formulação de políticas públicas; e subsidiar as ações integradas.

Segundo a sabedoria dos índios Lakota, que vivem numa reserva próxima às montanhas Black Hills, no Estado de Dakota do Sul, nos Estados Unidos. “No círculo, somos todos iguais. Não há ninguém na frente de você e não há ninguém, atrás de você. Ninguém está acima de você; ninguém está abaixo de você. O círculo é sagrado porque é projetado para criar unidade."

Assim, para constituirmos um círculo de harmonia e paz, no cumprimento dos objetivos grupais, buscamos trabalhar formando a REDE CIRCULANDO SABERES, inspirada em: "Tudo o que faz um índio, o faz em um círculo, e é assim porque o Poder do Universo atua sempre mediante círculos, e todas as coisas tendem a ser redondas. A árvore florida era o centro vivo do círculo, e o círculo das quatro direções o nutria. O Leste dava a paz e a luz, o Sul, o calor, o Oeste, a chuva, e o Norte, com seu vento frio e potente, dava a força e a resistência. Este conhecimento nos veio do Universo, com nossa espiritualidade. Tudo o que faz o Poder do Universo o faz em forma de círculo." 

“Sou o João Filipe Dias Fernandes, Coronel da Reserva da Polícia Militar de Pernambuco, com licenciatura em Língua Portuguesa e Literatura, além de especialização em Segurança Pública. Atualmente minha paixão tem sido o trabalho com administração de sistemas educacionais, em especial nos temas de qualidade, novas tecnologias e mídias digitais, relacionamento, inovação, humanização, segurança pública, cidadania e direitos humanos.”