Logo Parimpar
Instagram Parimpar
youtube-Parimpar
Linkedin-Parimpar
Facebook-Parimpar
Editor HTML Online
   

Curtinhas vol.10 nº.2 (2022)
ISSN 2764-0280

Um sermão para 2022?!

É de Francisco o seguinte sermão:


“... Ser feliz não é apenas apreciar o sorriso, mas também refletir sobre a tristeza.
   Não é apenas comemorar os sucessos, mas aprender lições com os fracassos. Não é apenas se sentir feliz com os aplausos, mas ser feliz no anonimato.

   A vida vale a pena ser vivida, apesar de todos os desafios, mal-entendidos, períodos de crise. Ser feliz não é um destino do destino, mas uma conquista para quem consegue viajar dentro de si. Ser feliz é deixar de se sentir vítima dos problemas e se tornar o autor de sua própria história, você atravessa desertos fora de si mesmo, mas consegue encontrar um oásis nas profundezas de sua alma.

   Ser feliz é agradecer por todas as manhãs, pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter a coragem de ouvir um “não”. É sentir-se seguro ao receber críticas, mesmo que sejam injustas. É beijar crianças, mimar pais, viver momentos poéticos com amigos, mesmo quando eles nos machucam.

   Ser feliz é deixar viver a criatura que vive em cada um de nós, livre, feliz e simples. É ter maturidade para poder dizer: "Eu errei". É ter coragem de dizer: "desculpe". Significa ter a sensibilidade de dizer: "Preciso de você". Significa ter a capacidade de dizer "eu te amo".

   Que sua vida se torne um jardim de oportunidades para ser feliz...

   Que sua primavera seja amante da alegria. Que você seja um amante da sabedoria em seus invernos.

   E quando você cometer um erro, comece de novo. Só então você será apaixonado pela vida. Você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita.

    Mas o uso de lágrimas é a tolerância à água. Use as perdas para treinar a paciência. Use insetos para esculpir a serenidade. Use a dor para polir o prazer. Use obstáculos para abrir janelas de inteligência.
Nunca desista... Nunca desista das pessoas que te amam. Nunca desista da felicidade, porque a vida é um show incrível.”

O outro Francisco, aquele de Assis, que a tudo ouvia, puxou-lhe a batina e questionou, sem pestanejar:

- Mas Chico, era assim que se tratavam, tamanha sintonia, e quando faltar o que comer? E quando a violência bater às portas? E quando a guerra escancarar o ódio da convivência entre irmãos? E quando o vil metal se apoderar das mentes a tal ponto de destruir o fio tênue do discurso de paz a amor que ainda ronda alguns corações? E quando a paixão se despir do amor e se tornar vingança? E quando a felicidade não bastar...

Certamente Francisco tenha pensado entre os seus botões papais: Hum!!! Quando isso acontecer, será sinal de que até a felicidade desistiu de nós, pobres seres humanos.

Patiluc